domingo, 3 de junho de 2012

Quis saber quem sou, o que faço aqui e, já agora, de que cor é o meu cabelo

Invejo aquelas pessoas que dizem coisas como:

"Gosto de ter os olhos azuis porque ficam bem com o meu cabelo preto".
"Não, não é pintado, eu sou mesmo ruiva".
"Estou farta de ter o cabelo castanho, vou fazer umas madeixas azuis para dar uma corzinha a isto".

E invejo-as porquê? Não, não é por causa dos olhos azuis da que tem cabelo preto. Nem porque a outra é ruiva natural. E não, também não quero fazer madeixas azuis (e daí, quem sabe, um dia destes...). É simplesmente porque as pessoas que dizem este tipo de coisas podem gritar a alto e bom som a cor do seu cabelo sem que alguém lhes salte logo em cima: "o quêêê?? O teu cabelo não é nada dessa cor, mimimimi!". Porque eu tenho aquela cor de cabelo ali entre o loiro escuro/castanho claro que faz com que a malta não chegue a acordo. Há pessoas para as quais sou indubitavelmente loira e que inclusivamente me dirigem as famosas piadas de loiras (how funny!). Há outras para quem eu só sou loira se estiver metida no meio de uma tribo de nativos da Somália. E há ainda as outras, mais filosóficas, perfeccionistas e rigorosas, quem dizem "Aaaaah, és loira tendo em conta aquilo a que estamos habituados em Portugal... Mas se fores para a Suécia já não és". É o chamado cabelo internacional (se não é, passa a ser!). Portanto, não sei que diga, não sei que faça. Vou passar a dizer que tenho o cabelo cor de mel. Só que desconfio que isto vai soar muito mal! "Ah e tal, porque eu tenho o cabelo cor de meeeeel...". Já estou a imaginar a cara das pessoas à volta, a revirar os olhos e a pensar "pfffff, manienta!". Era o que eu faria. Mas tentem perceber o meu dilema... Quando era adolescente nem sequer podia responder decentemente àqueles inquéritos da revista Bravo que decidiam coisas importantes sobre o nosso futuro, tais como "Qual o nome do homem da tua vida?" ou "Que tipo de amiga és tu?", porque havia sempre, mas mesmo sempre um espacinho para escrever a cor do cabelo. E eu nunca sabia o que pôr! E isso pode ter levado a resultados falaciosos e agora toda a minha vida pode ser um tremendo erro, percebem?? Eu tenho traumas!

1 comentário:

  1. Já o meu é castanho aborrecido... mais vale a tua cor!

    ResponderEliminar