quinta-feira, 9 de agosto de 2012

E por falar em Maya e horóscopos e tal

Ontem comprei uma revista de gajas para passar o tempo enquanto esperava que a minha mãe saísse do cabeleireiro. Sim, eu sei que uma pessoa culta e erudita como eu devia mas era ler o Jornal de Notícias, mas estou de férias e portanto tenho o direito de encher a cabeça de porcaria (não é que a dita cuja não esteja já cheia dela, mas a porcaria é como os amendoins, há sempre espaço para mais). Como seria de esperar, o conteúdo da revista baseava-se em 80% de artigos sobre sexo e 20% sobre outras coisas. E eu devia ter calculado isto e devia ter pensado que depois de eu a ler a minha mãe ia pegar nela para ler também. Ninguém me manda ser parva.
Não é que eu tenha problemas com isso, que a minha mãe é uma mulher moderna e até já fez duas filhas e tudo, portanto deve saber mais ou menos como é que a coisa funciona... Aquilo que realmente me apoquentou foi o momento em que a vi dirigir-se a mim com a revista na mão, ao mesmo tempo que dizia "olha, tem aqui um artigo sobre os signos... Vamos cá ver se bate alguma coisa certo" e começa alegremente a ler o meu. Eu já me sentia a corar por todos os lados, fartinha de saber que aquilo tinha um parágrafo só sobre... Pois, adivinharam, sobre sexo, e não me estava a apetecer nadinha ouvir a minha própria mãe a ler o que para lá estava escrito sobre o meu suposto comportamento sexual. E ela lá continuava "olha, isto até é verdade, mas isto não tem nada a ver"... Até que... "Ora... Eeeerr... Sexo... Bem, sobre isto não me posso pronunciar, vou passar à frente".

Obrigada, mamã. Obrigadinha.

10 comentários:

  1. Existe uma revista em que "80% dos artigos são sobre sexo"? Tens a certeza que não andaste a ler o Kamasutra..?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claramente não costumas ler revistas femininas. Fico feliz por isso.

      Eliminar
  2. Irritam-me revistas para mulheres que só falam sobre agradar o homem.

    ResponderEliminar
  3. Ahahahahaah!!! Há anos que não leio uma revistinha dessas! Tenho que quebrar a rotina, perder a vergonha e comprar uma Maria! ehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hey, a revista era má, mas não tanto! :P Era a Happy Woman! :P

      Eliminar
  4. ahahahah
    happy woman?
    tou farta de lhes dizer pa pararem de inventar historias sobre swing e traiçoes e affairs de uma noite, mas continuam :\

    ResponderEliminar
  5. Ahah realmente não é boa ideia quando as mães lêem essas revistas connosco :p
    Mas eu adoro ler a Happy Woman, Cosmopolitan (principalmente esta) precisamente por ter tanta coisa sobre sexo ahah. Há sempre espaço para aprender não é? xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahah, concordo totalmente contigo! :P se bem que às vezes é um exagero, é com cada história...

      Eliminar