segunda-feira, 1 de outubro de 2012

E hoje é Dia Mundial...

... Do Vegetarianismo!

Pois é, se não sabiam ficam a saber. Eu acho muito bem que haja um Dia Mundial do Vegetarianismo, mas entretanto pus-me a pesquisar sobre o assunto e descobri que também existe o Dia Mundial sem Carne, o que já me parece um bocadinho discriminatório, dado que não consegui encontrar nenhuma data em que se comemore o Dia Mundial com Carne. Ou o Dia Mundial da Cabidela. Ou do Pernil de Porco Assado. Mas aposto que se me puser agora a explorar os meandros do Google ainda vou desencantar para aqui um Dia Mundial do Tofu. Enfim, modernices!

Mas pronto, ia eu a dizer que acho muito bem que haja um dia em que se comemore o regime alimentar vegetariano porque até é uma coisa saudável e bonita e tal. Eu até podia ser gaja para me dedicar a isso, mas quem me tira um franguinho assado tira-me parte do coração e portanto isso para mim não dava. Já bem me basta não poder enfardar todos os chocolates que me apetece, uma pessoa não pode aguentar tantos sacrifícios na vida!

De modos que espero que todos vocês estejam a fazer jus à data e estejam a vegetar (piadola fácil) no sofá (ou na caminha, ou onde vocês bem entenderem), enquanto coçam os tomates (já que estamos numa de vegetais...). Isto para quem os tem, quem não tem coça outra coisa qualquer.

Ah, e os bifes panados que comi ao almoço estavam mesmo bons!

10 comentários:

  1. Fiquei enjoada de tanta comida. Dia mundial da fome, não há?
    Continuam a morrer crianças todos os dias subnutridas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. amiga da onça, esse problema deve ser vesícula. Devia ir ver isso ;)

      Eliminar
    2. loooooool, estás sempre em cima.Beijinhos

      Eliminar
  2. Isso do Dia Mundial sem Carne não me aquece nem me arrefece, porque só o faz quem segue essa filosofia de vida (que é também um regime alimentar). Sou vegetariana há anos e foi o melhor que podia ter feito por mim, pelos restantes animais e pelo ambiente. Não é toda a gente que consegue deixar de comer um frango, como bem disseste. É necessário "alimentares" muito bem as tuas convicções para assumires uma posição dessas. Depois de estar preparada, não me custou nada. Nunca me arrependi, nunca senti falta ou necessidade de carne e peixe e tenho uma alimentação bem mais rica e saudável.
    Beijito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho mesmo que tens toda a razão! Aliás, o post está escrito em tom de brincadeira, mas a verdade é que eu própria já estive sem comer carne durante um ano e meio (mas não se podia chamar vegetarianismo, porque comia peixe). Depois voltei a comer carne aos poucos (inicialmente por uma questão de comodidade: ainda andava na escola secundária nessa altura e a cantina só oferecia um prato, o que se tornava muito limitativo quando tinha de almoçar lá) e acabei por reintroduzi-la na minha dieta. Cheguei à conclusão que, tal como disseste, se calhar não tinha as minhas convicções assim tão bem alimentadas, caso contrário teria arranjado forma de contornar a situação ou teria voltado a fazê-lo agora que posso cozinhar as refeições que quero. Mas admiro as convicções e força de vontade de quem consegue manter essa dieta. Independentemente dos ideais de cada um, é sem dúvida uma opção muito mais saudável.
      Beijinho :)

      Eliminar
  3. Como é que faz uma vegetariana na hora de "fazer o amor"? É que por muitas parecenças que tenha com um pepino ou uma curgete, um pénis é carne e não há cá pão pa malucos. eheheh

    ResponderEliminar
  4. Gostava de largar as carnes, confesso (isto de forma não ordinária lool)
    E até como muito mais comida vegetariana que carne, mas mesmo assim aquele bifinho nem que seja uma x por mês, não resisto -_-

    ResponderEliminar
  5. Devo ser prima do T-Rex...
    Sou assumidamente carnívora...
    Só vi este post agora porque anteontem estava atolada até à raiz (ahahahahahahah) dos cabelos!

    ResponderEliminar